...

...

Translate

Newsletter - Receba nossas mensagens em seu e-mail

domingo, 10 de maio de 2015

Joquebede

“E a mulher concebeu e deu a luz um filho; e, vendo que era formoso, escondeu-o por três meses.”

(Êxodo – 2:2)


Naquele tempo, faraó mandou matar todas as crianças do sexo masculino, por medo de que o povo de Israel se multiplicasse e se virasse contra ele.
Aqui vemos o desespero de uma mãe, que fez de tudo para salvar a vida de seu filho. “Joquebede” era o seu nome.
Ela já tinha dois filhos, mas um terceiro nasceu justamente na época em que faraó criou esse decreto.
Creio na soberania de Deus, e mais uma vez vemos o mover de Deus para que se cumpra o que Ele já havia preparado para o seu povo. Protegendo seu escolhido, Moisés, que iria libertar o povo da escravidão do Egito.
Esta mãe o escondeu e quando não teve mais jeito, colocou-o em um cesto às margens do rio, ela queria que ele se salvasse, mesmo que fosse longe dela. Sua esperança era que alguém o encontrasse fora dali e cuidasse dele, mas Deus chegou primeiro e quis que ele fosse criado perto de seus irmãos, escolhendo até mesmo ela para ser ama do seu próprio filho.
E tudo correu como o Senhor tinha planejado.
Sabemos que existem muitas mães desnaturadas, como também mães que dão a vida por seus filhos. Como neste caso, essa mulher não viu outra saída, mas Deus interveio.
As intenções dessa mãe eram verdadeiras, ela queria salvar o filho de alguma forma. Não como nos dias de hoje, infelizmente, que muitas não se importam, se o filho vai viver ou morrer, seja de que idade ou maneira que for.
Creio, porém que mesmo, que uma mãe não se importe com seu filho, Deus se importa.
“Acaso pode uma mulher esquecer-se do filho que ainda mama, de sorte que não se compadeça do filho do seu ventre? Mas, ainda que esta viesse a esquecer-se dele, diz o Senhor – Eu, todavia não me esquecerei de ti. 
 (Isaías – 49:15)

Fique na paz!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Youtube