A Bíblia fala sobre cosméticos?

O Tratamento de Beleza da Rainha Ester



"Antes de qualquer daquelas moças apresentar-se ao rei Xerxes, devia completar doze meses de tratamento de beleza prescritos para as mulheres, seis meses com óleo de mirra e seis meses com perfumes e cosméticos." (Ester 2:12 NVI)

Para você que sempre se perguntou se a Bíblia fala de cosméticos e tratamento de beleza, a resposta é sim! E uma das principais passagens é sobre a vida de Ester.

Ester era uma moça judia dos tempos em que Israel tinha sido levado cativo pelos Babilônios, que depois foi vencido pelo Império Medo Persa. Ela vivia na cidade de Susâ junto com seu primo Mardoqueu, já que seus pais já haviam falecido. O verso 7 diz que ela era jovem, bela de presença e formosa.

O Rei Xerxes (ou Assuero), havia mandado embora a rainha Vasti, por ter desprezado um pedido seu, e após isso todas as moças da cidade foram levadas ao palácio para que o Rei pudesse escolher uma nova rainha, e Ester foi uma dessas moças. A história até aqui parece um pouco injusta, mas Deus tinha um grande plano para fazer através de Ester.

Ela logo achou graça diante do guarda das mulheres, que providenciou todos os enfeites (sim, ela usou enfeites também) e o tratamento de beleza que as moças deveriam passar. Seis meses apenas com óleo de mirra, um óleo precioso e caro muito usado na época, assim como os inúmeros óleos que temos hoje em dia para hidratar o corpo, e mais seis meses com outros cosméticos e perfumes. Um Spa da época!

Após os doze meses, Ester foi levada ao Rei, que a amou e a fez rainha em lugar de Vasti. 
Como eu disse, o Senhor tinha um grande plano para fazer através da vida de Ester, e ela não foi escolhida Rainha por acaso. 
Um homem chamado Hamã, que tinha ódio dos judeus, havia conseguido emitir um decreto, com o aval do Rei, para que fossem destruídos todos os judeus, em todo o reino. E Mardoqueu avisou a Ester que ela também não escaparia, a menos que fizesse algo. 
Ester não era apenas uma mulher bonita exteriormente, ela tinha uma beleza interior que a fez jejuar juntamente com suas servas e todo o seu povo para ir diante do Rei e tentar impedir a destruição do povo judeu. E assim conseguiu! 

Ester era bela, utilizou cosméticos e enfeites, mas isso não a fez uma mulher fútil e altiva, pelo contrário, Ester achava graça diante de todos pela sua beleza interior e exterior. No tempo necessário ela se humilhou e jejuou perante o Senhor, e foi corajosa e confiante em seu Deus para enfrentar essa situação, e salvar seu povo. Ela foi escolhida pelo Senhor para esse propósito.

O que quero dizer com tudo isso? 

Existem muitos pensamentos e interpretações que deixam muitas mulheres de Deus em dúvida quanto a questão de se preocupar com a beleza, com cosméticos, maquiagem, etc... 

Segundo o Dicionário Aurélio, VAIDADE é: Qualidade do que é vão, inútil, sem solidez nem duração. Ostentação. Sentimento de grande valorização que alguém tem em relação a si próprio.Futilidade.

Vejam que a definição de Vaidade tem muito mais a ver com uma atitude do coração do que de algo exterior. 

A mulher cristã deve se cuidar, principalmente para seu marido. Até porque é uma questão de higiene também. O pecado está em nossa intenção, naquilo que vem do nosso coração. A Vaidade também pode estar em uma mulher que não se cuida, não usa cosméticos, nem maquiagem, isso e aquilo outro, e se acha melhor do que as outras por isso. 

Que a nossa beleza esteja principalmente em um espírito manso e dócil, que tem grande valor para Deus!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Dica de Moda para mulher cristã: Ladylike

O coração alegre aformoseia o rosto!

Moda Evangélica: Onde Encontrar?

Testemunhos