A oração sobe

“E a fumaça do incenso subiu com as orações dos santos desde a mão do anjo até diante de Deus.” (Apocalipse 8:4) 
Você já viu subir a fumaça de uma vela acesa ou da chaminé de uma lareira? Ela sobe naturalmente e desaparece. 
Em sua maravilhosa visão do céu, João viu um anjo levando o incenso e as orações dos santos. O perfume e a fumaça que subiam da mão do anjo, eram ofertas a Deus. 
No antigo Testamento, o incenso que queimava no altar era também um símbolo das orações oferecidas a Deus pelo sumo sacerdote. Deus orientou os israelitas a colocarem o altar para a queima de incenso diante da arca da aliança. Esta prática se estendeu até o Novo Testamento no templo. O incenso continuou a ser queimado duas vezes por dia no templo, e quando o povo via a fumaça subir, orava. Tanto a fumaça como as orações subiam ao trono de Deus. 
Tudo isto é muito encorajador para nós naqueles dias em que sentimos como se as orações não tivessem poder suficiente para passar do teto. Como se elas ficassem apenas penduradas ali, no espaço ou evaporassem no ar. Nessas ocasiões é maravilhoso saber que a distância que nossas orações viajam não depende do fervor e do volume da voz. 
A exemplo da fumaça, nossas orações também se elevam até o céu e até os ouvidos de Deus, porque é o que acontece com as orações nascidas da fé. 
Deus está te ouvindo.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Dica de Moda para mulher cristã: Ladylike

Moda Evangélica: Onde Encontrar?

O coração alegre aformoseia o rosto!

Testemunhos