Livrando-se do fardo do pecado

E ali vos lembrareis de vossos caminhos, e de todos os vossos atos com que vos contaminastes, e tereis nojo de vós mesmos, por causa de todas as vossas maldades que tendes cometido. (Ezequiel 20:43)

Se você tem filhos ou trabalha com crianças, sabe a importância de insistir em que eles admitam seus erros. Se um a criança mente, rouba ou engana e nunca é responsabilizada por seus atos, será tentada a experimentar outros procedimentos igualmente errôneos. 
O mesmo princípio se aplica aos adultos. A confissão e o arrependimento não constituem dois princípios de vida importantes apenas para nossos filhos; eles são igualmente importantes para nós, como filhas de Deus. 
O pecado não confessado levanta um muro entre nós e Deus. Se o pecado não for confessado e a pessoa não se arrepender dele verdadeiramente, não se libertará das algemas que o acompanham. 
Deus disse aos israelitas que lhe desobedeceram e não se arrependeram que eles se lembrariam de sua maldade e se odiariam por isso. 
Creio que todas nós já experimentamos a sensação de vergonha quando lembramos certas palavras que dissemos ou certos atos que cometemos, os quais agora lamentamos profundamente. Mas, embora talvez nunca possamos esquecer essas coisas, ainda podemos ser libertas do cativeiro e do fardo da culpa ao confessar tais pecados e nos arrepender deles. Com isso, Deus removerá o fardo e nos renovará. 
Portanto, não se acanhe em chegar aos pés do Senhor e confessar e se arrepender dos seus pecados. Ele está pronto para lhe perdoar. 
Deus abençoe!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O coração alegre aformoseia o rosto!

Dica de Moda para mulher cristã: Ladylike

Plano de Leitura Bíblica - Início em qualquer mês do ano

Testemunhos