Orando com o coração reto

Se eu acalentasse o pecado no coração, o Senhor não me ouviria; 
mas Deus me ouviu, deu atenção à oração que lhe dirigi. 
Louvado seja Deus, que não rejeitou a minha oração nem afastou de mim o seu amor! (Salmos 66:18-20) 

O ponto positivo da oração, ou o problema dela, dependendo da perspectiva, é ter de ir a Deus para fazê-la, o que significa que nada podemos esconder e que serão revelados pelo Senhor quaisquer pensamentos negativos, atitudes incorretas, coração endurecido ou motivos egoístas. 
Oração fervorosa e sincera leva à exposição do que reside no profundo do coração. Isso muitas vezes pode ser desconfortável e humilhante. 
Os versículos acima deixam claro que, se tivermos qualquer sentimento de falta de perdão, amargura, egoísmo, orgulho, ira, irritação ou ressentimento, as orações não serão respondidas. 
Assim, Deus deseja que sejamos corretamente com as pessoas antes de levar nossas preocupações, ou até nossos atos de serviço, para Ele. 
No evangelho de Mateus, capítulo 5, Jesus instruiu claramente Seus discípulos sobre a importância de acertar todas as coisas, antes de levar uma oferta a Deus. 
O que há no coração influencia a resposta mais do que a oração em si. É por isso que confessemos o que há dentro de nós, antes de buscá-LO em oração. O Senhor não quer que nada nos separe Dele. 
Portanto, se algumas vezes você sente como se as orações não estejam sendo ouvidas, examine seu coração e peça a Deus que lhe revele claramente qualquer coisa que precise confessar diante Dele. Depois disso, aquela alegria que Davi sentiu, será sua também. Amém? 
Deus abençoe!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O coração alegre aformoseia o rosto!

Plano de Leitura Bíblica - Início em qualquer mês do ano

Moda Evangélica: Onde Encontrar?

Testemunhos