Deus nos deu o direito de escolha.

“Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma.” (1Coríntios 6:12) 


A liberdade é o alvo principal na vida do ser humano, porém, muitas vezes, esta liberdade se confunde com libertinagem. 
As pessoas desejam ser e fazer o que querem, sem nenhuma limitação imposta por outros. Alguns chegam até mesmo a enxergar Deus, como um grande estraga prazer. Outros procuram usar a própria Bíblia para provar que Deus não impõe quase nenhuma restrição na vida dos Seus filhos. 
O versículo diz que, tudo nos é permitido, tudo nos é lícito, porém, nem todas as coisas nos convém e não devemos permitir sermos escravos de nada. 
O fato é que vivemos em um mundo cheio de belezas naturais, de vida exuberante, de criações e invenções humanas que nos trazem conforto e bem-estar, nos deixando maravilhados. São tantas as cores, os sabores, os amores, os afetos, os prazeres, as sensações, os afagos, as melodias, os sentimentos, que fica difícil imaginar que o Senhor, em Sua infinita bondade, nos deu estas coisas todas e nos proibiu de usufruir de tudo isto, não é verdade? Pensamos até ser uma ofensa ao Senhor deixar de usufruir dos benefícios da Sua criação. 
No entanto, a Palavra condena o exagero, o apego e a idolatria. A Bíblia nos recomenda bom senso e equilíbrio, acima de tudo e em tudo. Ser dominado pelas coisas mundanas nos afasta de Deus, afinal, não podemos servir a dois senhores. 
O certo é: posso fazer tudo, desde que eu não desagrade ao Senhor. 
E todas as coisas que fizermos, façamos dando graças e glórias a Deus. Portanto não nos cabe fazer coisas que Ele abomina. 
Reflita nisto! 
Deus abençoe!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

O coração alegre aformoseia o rosto!

Plano de Leitura Bíblica - Início em qualquer mês do ano

Os pensamentos de Deus são mais altos que os nossos!

Testemunhos