Decida amar!

“O amor é paciente, é benigno; o amor não arde em ciúmes, não se ufana, não se ensoberbece, não se conduz inconvenientemente, não procura os seus interesses, não se exaspera, não se ressente do mal; não se alegra com a injustiça, mas regozija-se com a verdade; tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. O amor jamais acaba.” (1Coríntios 13:4-8) 

No mundo atual em que vivemos e diante de tanta coisa ruim, pensamos ser impossível exercer esse amor como um sentimento, mas o amor a que Paulo refere não é um sentimento e sim uma decisão. E para amar alguém dessa forma, é necessário estar ligado em todo tempo ao amor de Deus. Pois, se estivermos cheios da Sua presença e do Seu amor, poderemos liberar esse amor para outros, pois o amor não irá de nós e sim de Deus através de nós. 
É muito difícil amar alguém, pelo nosso esforço, que tenha praticado coisas horríveis contra um inocente ou mesmo a nós. Isso só será possível se Deus nos capacitar com Seu amor Divino, um amor incondicional. 
Portanto, com Deus, você conseguirá amar o seu próximo de verdade quando decidir viver, dia após dia, uma vida de oração e relacionamento com o Senhor. Ele é o nosso único e real exemplo de amor. Quando Ele está em nós, podemos experimentar um amor verdadeiro, que perdoa, sara e liberta. Amém? 
Deus abençoe!

Comentários

Pedido de Oração

Nome

E-mail *

Mensagem *

Postagens mais visitadas deste blog

O coração alegre aformoseia o rosto!

Plano de Leitura Bíblica - Início em qualquer mês do ano

Os pensamentos de Deus são mais altos que os nossos!

Testemunhos